quarta-feira, 11 de abril de 2012

Muçulmanos planejam distribuir 25 milhões de cópias do alcorão na Alemanha


Alguns líderes do governo da Alemanha criticaram nesta quarta-feira os planos de um grupo ultra-conservador muçulmano que planejam distribuir milhões de exemplares do Alcorão, chamando-os de uma ameaça à paz religiosa.

O grupo Salafista muçulmano "A Verdadeira Religião" pretende distribuir 25 milhões de cópias do alcorão em alemão para os não-muçulmanos na Alemanha, bem como nas prisões, mesquitas, hospitais e escolas.

"Não somos contra, em princípio, contra a distribuição de obras religiosas," Guenter Krings, vice-presidente do partido  da chanceler Angela Merkel , disse ao jornal Rheinische Post, mas acrescentou que isso depende de quem pretende distribuir essas obras religiosas.

"O grupo salafista radical pretende perturbar a paz religiosa no nosso país com a sua abordagem agressiva", disse ele.

"Sempre que possível esta campanha agressiva deve ser interrompida", disse ao jornal, dizendo que os planos foram, obviamente, distribuir as cópias nas escolas alemãs.

Os planos da escola Salafista do Islã, que tem suas raízes na Arábia Saudita, têm reacendido o debate na mídia alemã sobre o Islã e a integração da população turca do país de 4 milhões pessoas.

A mídia alemã informou que os apoiadores do grupo trabalharam distribuido versões em língua alemã do Corão em mais de 30 cidades durante o fim de semana de Páscoa, incluindo Berlim, Dusseldorf e Hamburgo.

O Jornal Die Welt disse que cerca de 300.000 cópias foram distribuídas até agora.

Ibrahim Abu Nagie, um pregador salafista, falando em um vídeo sem data no site do grupo, exortou todos os muçulmanos alemães para distribuir cópias para os seus vizinhos.

"Se todo muçulmano fizer isso, então dentro de um ano vamos ter fornecido pra todas as pessoas na Alemanha  uma tradução Alcorão e eles não vão nos rotular como terroristas ou radicais ou qualquer outra coisa, quando lerem o livro de Deus", disse ele.

Falando no mesmo vídeo, Abu Nagie disse que os primeiros 20.000 exemplares foram financiados por duas pessoas turcas, e que ele havia rejeitado apoio financeiro de organizações no Bahrein porque eles queriam que nós "escrevessemos seus nomes no livro".  
(Reuters)

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS:

Gostou? Compartilhe com seus amigos. E para receber as atualizações do Blog, com textos como esse, cadastre gratuitamente agora seu Email. Sempre que novos textos forem publicados você receberá em seu Email um aviso. Muito obrigado pelo apoio.

Delivered by FeedBurner

---------------------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Obrigado pela participação no Blog. Jesus te abençoe.
Você pode comentar usando o Facebook no campo acima, ou comentar usando uma conta do Google aqui :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...