terça-feira, 24 de julho de 2012

A submissão da esposa no casamento e a primeira-dama da Síria: uma lição para as mulheres cristãs


Uma mulher bonita, educada, de origem britânica ,que já foi a menina dos olhos da mídia internacional. Considerada a glamourosa "' rosa no deserto "'pela Vogue , e considerada como a moderna Princesa Diana do Oriente Médio, a primeira-dama Asma al-Assad  foi o vislumbre de esperança para o progresso, talvez mesmo da democracia, no governo da Síria. Isso foi antes dela permanecer em silêncio ao lado do presidente ,que começou uma sangrenta repressão de protestos em março de 2011.
Desde seu casamento com Bashar al-Assad, em 2000, a ex-banqueira se tornou uma defensora ávida pelos direitos das mulheres e educação. Fundou uma ONG para financiar instalações educacionais das crianças e cultural, era uma visitante freqüente de orfanatos, aprovou a primeira revista independente na Síria, e encorajou os jovens a assumir a responsabilidade civil. Essas idéias foram inspiradas por sua criação, em Londres. Embora seus pais são da Síria, muçulmanos sunitas, ela foi criada nas tradições ocidentais e trabalhou no JP Morgan antes de seu casamento com Assad.

 Enquanto o número de mortos na Síria continua a subir para mais de 17.000 pessoas, como resultado da guerra entre o exército e os rebeldes, em vez de se erguer contra a violência como muitas pessoas pensavam e esperavam para ela fazer , Asma não disse nada. Em vez disso, e-mails que vazaram mostram que ela gastou mais de € 270.000 para equipar um dos palácios presidenciais no que está sendo chamado de "terapia de varejo."
Se Asma esperava ficar em silêncio, esta maratona de compras não ajudou. Os críticos da mídia ja estão a chamando de "Marie Antoinette do Oriente Médio", como os e-mails mostraram ,ela fez  compras de sapatos Christian Louboutin e do novo Harry Potter em DVD. Embora a autenticidade dos e-mails ainda não foi confirmado, isso não impediu os críticos e os cidadãos de reagir . Se o regime de Assad mantém no poder ou cai sobre seu rosto, será quase impossível para Asma para recuperar a influência que uma vez realizou na Síria.
Então o que aconteceu que fez  Asma parar  de fazer progressos na Síria e para defender os indefesos no país?
Bem, Asma nos deu sua resposta em um e-mail raro a mídia internacional, em fevereiro:
"[Bashar al-Assad] é o presidente da Síria, e não uma facção de sírios, e a primeira-dama deve apoia-lo nesse papel", escreveu Asma. "Agenda muito ocupada, A primeira-dama ainda está focada no apoio às várias instituições de caridade que ela tem sido envolvida. . .  ela escuta e conforta as famílias das vítimas da violência. "
 Em outras palavras, Asma provavelmente não vai desafiar a ações do Presidente , apesar de sua agenda ocupada com a caridade, lhe permitirá confortar os afetados pela violência. Estas não são as palavras de uma mulher que desafia os estereótipos da mulher de um ditador e capturou os corações de muitos. Esta é a resposta de uma mulher que não vê uma maneira de influenciar as ações do marido e pôr fim à violência.
Esta frente unida é honrosa e bíblica em um casamento. Deus claramente chama para o homem e mulher para se tornarem um. Muitos cristãos vão mais longe, dizendo que uma mulher é chamada a apresentar à autoridade de seu marido e respeitar as tomada de decisões em todas as esferas da vida em comum, com base na descrição de Paulo sobre o casamento em Efésios 5. Mas não importa como você interpreta essa passagem, será que  uma mulher pode e deve usurpar a autoridade do marido, se ele está fazendo escolhas pecaminosas ou decisões que prejudicam os outros? A unidade em pecado ou mal se qualificam para a unidade bíblica em tudo? É o silêncio no meio do pecado, mesmo biblicamente, permitido?
Antes que alguém pegue Efésios 5 e descarte a idéia, vamos considerar o contexto da pergunta. Não é se uma mulher pode tomar posse como chefe de família, mas se ela tem a responsabilidade de expressar sua sabedoria para prevenir ou impedir uma decisão que irá causar conseqüências danosas imprevisto por seu marido.
Obviamente, as mulheres e os homens têm diferentes perspectivas e visões sobre a vida, de modo que as mulheres não têm uma visão que é valiosa para os homens?
Maridos não são perfeitos, e nem as esposas, é claro. Mas, mesmo se as esposas são submetidas à autoridade de seus maridos, uma esposa não é chamada ao silêncio ou preguiça quando erros são cometidos. Eu diria que o silêncio em uma instância onde o bem-estar de outro está em jogo é a negligência do papel de uma mulher em casamento.
Este não é um chamado para todas as mulheres a se levantarem contra seus maridos em "sabedoria", mas sim apoiar o papel das mulheres a agir mais, quando necessário.  
No Ocidente, nós provavelmente não vamos lidar com a realidade dos maridos que comandam a repressão sangrenta dos protestos, mas pode ser em casamentos em que o marido está fazendo más escolhas financeiras, criando situações abusivas, colocando em risco o bem-estar dos outros para progressão na carreira , ou ignorando as necessidades dos outros ao seu redor.  
Se a sua família ou outros correm algum risco de sofrer, vai ser a sua união conjugal desculpa para a não agir em um momento de necessidade?
 Ninguém pode fazer Asma levantar-se para sua nação e fazer a diferença. Mas imaginar o quão melhor a vida e as famílias de 17.000 pessoas estariam se Asma não estivesse em silêncio.  
As mulheres podem fazer a diferença na vida de muitos por usarem de discernimento e fazerem escolhas sensatas dentro do casamento,  tentando mostrar o marido para o que é certo, verdadeiro e justo.
A forma como deve agir só pode ser determinada por cada mulher, mas neste mundo arruinado, todos nós pelo menos uma vez na vida, estaremos em uma situação em que deveremos escolher entre o silêncio e a ação . À medida que continuamos a orar para o povo da Síria, vamos lembrar de se levantar e agir quando formos necessários para agir em nome dos outros. Não vamos usar união conjugal como uma desculpa para permitir que injustiças prevaleçam.
Sarah Pulliam Bailey (Christianity Today)
 

 

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS:

Gostou? Compartilhe com seus amigos. E para receber as atualizações do Blog, com textos como esse, cadastre gratuitamente agora seu Email. Sempre que novos textos forem publicados você receberá em seu Email um aviso. Muito obrigado pelo apoio.

Delivered by FeedBurner

---------------------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Obrigado pela participação no Blog. Jesus te abençoe.
Você pode comentar usando o Facebook no campo acima, ou comentar usando uma conta do Google aqui :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...