sexta-feira, 28 de abril de 2017

Empresa nos EUA faz recall de ração para cães que tinha droga usada em eutanásia.

Se você compra ou conhece alguém que compra ração importada para cães, compartilhe essa notícia. Todo cuidado é pouco:


A Party Animal ,uma empresa de alimentos orgânicos para animais de estimação foi obrigada a emitir um chamado de recall após amostras de seu produto testado deram positivo para uma droga comumente usada para a eutanásia. A carne usada na ração está contaminada.

Uma declaração no site da Food and Drug Administration disse que a empresa foi notificada após um cliente no Texas apresentou amostras que enviou para um laboratório de testes que voltou positivo para pentobarbital. A exposição ao pentobarbital, um barbitúrico, pode ser fatal para um animal de estimação. É rotineiramente usado por veterinários para a eutanásia de cães, gatos e cavalos.


"A Party Animal quer enfatizar que nós enviamos muitos lotes recentes de nossos sabores de carne bovina para testes e todos testaram negativo para qualquer pentobarbital", disse a empresa no site da FDA. "Nós também tivemos extensas discussões com nosso fabricante sobre a causa potencial da contaminação relatada dos lotes, e continuaremos com tais discussões, mesmo enquanto aguardamos os resultados dos testes para os lotes . A fim de garantir a adesão ao nosso compromisso com a segurança dos animais de estimação, estamos também ativamente re-examinando nossos processos de fabricação. "

Fox News

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS:

Gostou? Compartilhe com seus amigos. E para receber as atualizações do Blog, com textos como esse, cadastre gratuitamente agora seu Email. Sempre que novos textos forem publicados você receberá em seu Email um aviso. Muito obrigado pelo apoio.

Delivered by FeedBurner

---------------------------------------------------------------------------------------------

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Leões salvaram cristãos de ataque por extremistas islâmicos.


Um pastor que ministra no Oriente Médio teria sido salvo por leões que impediram um grupo de militantes  extremistas islâmicos de atacarem ele e outros cristãos.
A história do Pastor Paul Ciniraj parece uma história tirada diretamente da Bíblia. Pastor Paul detalhou o milagre dos dias modernos no site do seu ministério:

"Meu Senhor ressuscitado Jesus Cristo salvou minha vida mais uma vez", escreveu o Pastor Paul, "e eu louvo e agradeço a Deus por Sua graça indescritível!"
Antes do ataque, quando o leão o salvou, o pastor Paul fora atacado por outro grupo de extremistas islâmicos. Ele havia escapado e estava se recuperando na casa de um ex-muçulmano que era um cristão convertido. A casa do homem estava perto de uma área de floresta.
O Pastor Paul dirigia serviços de adoração lá. No Domingo de Páscoa, enquanto um grupo de crentes estavam reunidos e ele estava liderando um desses serviços, os extremistas vieram sobre eles, portando armas.
"Não tínhamos ideia do que fazer", lembrou o pastor Paul. O grupo de cristãos pensou que eles estavam prestes a morrer.
Nesse momento, um leão surgiu da floresta e começou a atacar um dos militantes. Os outros dois militantes tentaram lutar contra o leão,porém,mais dois leões apareceram. Os militantes fugiram com medo e os leões deixaram o pastor Paul e seu grupo sozinhos.

"Igualmente surpreendente", acrescentou o Pastor Paul, "os registros mostram que nenhum leão vive nessa floresta."

ChristianHeadlines

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS:

Gostou? Compartilhe com seus amigos. E para receber as atualizações do Blog, com textos como esse, cadastre gratuitamente agora seu Email. Sempre que novos textos forem publicados você receberá em seu Email um aviso. Muito obrigado pelo apoio.

Delivered by FeedBurner

---------------------------------------------------------------------------------------------

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Franklin Graham pregou o Evangelho de Jesus Cristo no Iraque no Domingo de Páscoa.

Franklin Graham pregou na Páscoa para cristãos no Iraque

Franklin Graham pregou a Boa Nova no Iraque no Domingo de Páscoa. Ele lembrou aos cristãos perseguidos que Deus nos ama tanto que enviou Seu Filho para assumir os pecados do mundo e assim redimir Seus filhos.

Projetos do Norte do Iraque.


Malath Baythoon, pastor da Aliança Missionária Cristã em Erbil, convidou Franklin Graham para pregar na sua igreja neste domingo de Páscoa. Muitos membros da congregação de 200 pessoas foram forçados a fugirem de suas cidades  em 2014, quando o ISIS (Estado Islâmico)  assumiu o controle de Mosul e áreas circunvizinhas. Como cristãos, sua única chance de sobrevivência foi abandonar suas casas e correr para a segurança. Muitos fugiram e nunca voltaram.
Assim como muitos dos presentes foram perseguidos pelo ISIS, Jesus foi perseguido, mas a história não termina aí. Os cristãos se apegam à promessa da eternidade com Jesus Cristo, porque aqueles que colocam sua fé Nele servem a um Salvador ressuscitado.
"Hoje, celebramos a Páscoa, quando nosso Senhor se levantou da sepultura. Ele está vivo. Ele não está morto ", disse Graham. "Ele está vivo, e a única esperança neste mundo é que Deus mude os corações, e a única maneira de mudar os corações é através de Jesus Cristo".
Samaritan's Purse (Organização de ajuda humanitária presidida por Franklin Graham) planeja construir uma igreja permanente para a congregação do Pastor Baythoon, que atualmente se reúne em um local alugado. 
O governo curdo deu recentemente  Samaritan´s Purse um terreno em Erbil, que será usado para construir a nova igreja, bem como um centro comunitário. O centro comunitário será usado para ministrar às famílias deslocadas pelo ISIS.

Perseguido mas há esperança.

Na Sexta-Feira Santa, Franklin Graham, Greta Van Susteren, anfitriã do livro "For the Record with Greta" da MSNBC e o marido de Van Susteren, John Coale, visitaram o acampamento Ashti, onde vivem 1.200 famílias cristãs deslocadas. Em 2014, quando ISIS tomou o controle de Mosul, estas pessoas foram forçadas a fugir de suas cidades  ou seriam mortas. Três anos mais tarde, essas mesmas famílias - formadas por cerca de 5.000 indivíduos - ainda vivem em unidades pré-fabricadas dentro de um campo de refugiados em Erbil.
FRANKLIN GRAHAM CAMINHA AO LADO DA IRMÃ DIANA 
EM UM ACAMPAMENTO PARA CRISTÃOS 
PERSEGUIDOS PELO ISIS.
Eles têm poucos recursos e nenhum lugar para ir. A irmã Diana, que dirige o acampamento e também foi deslocada, disse: "Eles não viram um fio de esperança" e não têm razão ou desejo de voltar para suas casas destruídas. [O centro comunitário, mencionado acima, será capaz de servir essas famílias.]

No dia seguinte, Graham, Van Susteren e Coale foram para a cidade natal de Sara Diana de Qaraqosh para ver a devastação que ela descreveu em primeira mão. Qaraqosh, uma cidade historicamente cristã nas planícies de Nínive, está agora em completa ruína. ISIS bombardeou, incendiou e saqueou a cidade - expulsando as famílias cristãs e destruindo tudo o que restava. Anteriormente era a casa de cerca de 50.000 cristãos, Qaraqosh agora está misteriosamente silenciosa.
A igreja da Irmã Diana está queimada e quebrada - o púlpito foi usado pelo ISIS para a prática de tiro ao alvo, as Bíblias foram queimadas e destruídas. Graham se dirigiu aos pastores do Oriente Médio cujas congregações estão agora dispersas da guerra e da agitação.
"Há tanta necessidade, mas Jesus disse que teremos sempre esperança", disse Graham, "Nós não podemos ajudar a todos na vida, mas podemos ajudar aqueles que Deus traz através de nossos caminhos".

FRANKLIN GRAHAM VISITA UMA
 IGREJA DESTRUÍDA PELO ISIS (ESTADO ISLÂMICO)
Hospital de Campo de Emergência.

Uma maneira que o Samaritan's Purse está ajudando os necessitados é através do hospital de campo de emergência. Localizado em Mosul, o hospital de trauma de 54 leitos dá ao pessoal médico a capacidade de prestar cuidados de salvamento às vítimas da guerra.

ESTE MENINO DE SETE ANOS DE IDADE 
PERDEU OS PÉS DEVIDO A UMA 
EXPLOSÃO DE MORTEIRO 
QUE  ATINGIU O CAMPO ENQUANTO ELE 
JOGAVA FUTEBOL COM SEUS AMIGOS.

O hospital de campo está operacional desde o início de janeiro , e os médicos já trataram mais de 1.250 pacientes e realizaram mais de 650 cirurgias importantes. Aproximadamente 40% dos pacientes são mulheres e crianças, feridos em uma guerra em que não estavam lutando.
Na semana passada, os médicos trataram uma menina que foi baleada nas costas por um franco-atirador, um menino de 7 anos que perdeu os dois pés em uma explosão de morteiro que atingiu o campo de futebol que estava jogando, e uma mulher grávida que sofreram ferimentos graves de estilhaços de uma explosão. Histórias dolorosas como essas são comuns no hospital de campo de emergência.
O Dr. Kent Brantly, que contraiu a doença do vírus Ebola em 2014 ao ajudar a Samaritan´s Purse na Liberia, está servindo agora no hospital por algumas semanas. Ele disse que sua experiência quase fatal com Ebola o preparou para estar na linha de frente de tratar pacientes da guerra em Mosul.

DR. KENT BRANTLY (À ESQUERDA) 
TRATA UM PACIENTE NO HOSPITAL DE 
CAMPO DE EMERGÊNCIA FORA DE MOSUL.
"Eu não tive medo de escolher vir aqui porque eu sabia que era a coisa certa a fazer", disse o Dr. Brantly. "Eu tive uma experiência muito real da paz que vem de fazer a coisa certa, mesmo em circunstâncias difíceis."
A luta do Dr. Brantly contra Ebola permitiu-lhe a oportunidade de se conectar com pacientes no Iraque. Ele explica que o propósito de Deus é maior do que podemos entender. "Deus salvou minha vida e me permitiu estar aqui cuidando de você", ele diz a seus pacientes. "Ele não nos promete que sempre melhoraremos, mas Ele promete que Ele sempre estará conosco".
Cada paciente no hospital de emergência experimenta um vislumbre em primeira mão do amor, graça e compaixão de Jesus Cristo através do cuidado e tratamento de dezenas de voluntários cristãos e médicos. Cada paciente recebe oração e  serviços médicos de alta qualidade.
"Você nunca sabe onde essa pessoa estará em sua vida quando eles se lembrarão de que, nesta hora escura, havia homens e mulheres cristãos que os colocavam juntos, oravam por eles e os amavam", disse Graham. "Espero e oro para que um dia eles venham a conhecer Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador".
Observar a Páscoa no Iraque é um lembrete de que o sofrimento e a perseguição que os cristãos enfrentam neste mundo são apenas temporários.
"Celebramos o Senhor ressuscitado", disse Graham. "O Senhor Jesus Cristo não está morto - Ele está vivo, e Ele pode entrar em cada coração que está disposto a convidá-lo. A única esperança neste mundo é Cristo. "

samaritanspurse.org

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS:

Gostou? Compartilhe com seus amigos. E para receber as atualizações do Blog, com textos como esse, cadastre gratuitamente agora seu Email. Sempre que novos textos forem publicados você receberá em seu Email um aviso. Muito obrigado pelo apoio.

Delivered by FeedBurner

---------------------------------------------------------------------------------------------

Donald Trump parte pro ataque.

O estado Islâmico em um ataque contra a Igreja Copta mata cerca de 44 cristãos.

Donald Trump em um ataque no Afeganistão utiliza a "Mãe de todas as Bombas" e destrói sistema de túneis e cavernas, e mata dezenas de terroristas do Estado Islâmico. Ele já disse que vai acabar com o Estado Islâmico.

A Coréia do Norte há anos é o país que mais persegue os cristãos. Veja aqui mais sobre o que a Coréia do Norte faz contra os cristãos.

Chega de aceitar as chantagens do ditador norte coreano: Donald Trump diz que a paciência com a Coréia do Norte ja acabou. 

Muitos vão dizer que é simples coincidência.



COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS:

Gostou? Compartilhe com seus amigos. E para receber as atualizações do Blog, com textos como esse, cadastre gratuitamente agora seu Email. Sempre que novos textos forem publicados você receberá em seu Email um aviso. Muito obrigado pelo apoio.

Delivered by FeedBurner

---------------------------------------------------------------------------------------------

quarta-feira, 12 de abril de 2017

O que é tão importante sobre a Páscoa?


Dois mil anos atrás, no Oriente Médio, ocorreu um evento que mudou permanentemente o mundo. Por causa desse evento, a história foi dividida. Cada vez que você escreve uma data, você está usando a ressurreição de Jesus Cristo como o ponto focal.
O que é tão importante sobre a Páscoa? É importante porque provou que Jesus era quem ele afirmou ser. Ele era Deus na carne, e veio à terra para nos salvar. Três eventos ocorreram em uma sucessão dramática naquele fim de semana da Páscoa: o julgamento de Jesus, depois a morte de Jesus e, finalmente, a ressurreição de Jesus. Vejamos cada um desses eventos e suas implicações.

O julgamento
Jesus realmente passou por seis provações. Naquela noite, foi apresentado diante de Anás, de Caifás (o sumo sacerdote), o Sinédrio (o Supremo Tribunal religioso), Pilatos (o governador de Jerusalém), Herodes (o governador da Galiléia) e depois de volta a Pilatos. No final desses seis julgamentos, o que eles encontraram para acusá-lo? Nada. Ele não tinha feito nada de errado. Eles trouxeram pessoas para inventarem falsas acusações, mas essas não colaram. Finalmente, eles o condenaram por uma questão: a alegação de ser o Filho de Deus. Essa é a única razão pela qual Jesus foi para a cruz. Eles não gostaram dessa afirmação.
Todo mundo que já foi apresentado a Jesus já tomou uma decisão sobre quem ele é. Ou Você acredita que ele é um mentiroso, ou você acredita que ele é um lunático, ou você acredita que ele é o Senhor. Não pode ser apenas: "Eu acredito que ele era um bom mestre." Ele não poderia ser apenas um bom mestre, porque um bom mestre não diria, "Eu sou Deus, e eu sou o único caminho para o Céu . "Uma boa pessoa não diria isso, a menos que fosse a verdade.
Jesus afirmou ser o Salvador do mundo. Em João 12: 47b, Ele disse: "Eu vim para salvar o mundo e não para julgá-lo"  (NLT). Deixou-se levar a julgamento para que não houvesse dúvidas sobre quem Ele era. Ele poderia ter parado o julgamento a qualquer momento. Ele sabia que ele seria provado culpado e colocado na cruz - mas ele permitiu que isso acontecesse. Era tudo parte do plano.
A morte
Depois de uma noite de espancamentos e zombarias, depois de ser coroado de espinhos dolorosos, Jesus foi crucificado. A crucificação é provavelmente a pena de morte mais brutal e tortuosa jamais planejada pelos homens. Suas mãos estavam esticadas para fora contra a cruz e pregadas através dos dois ossos em cada pulso. À medida que os cravos passavam por essa parte da carne, atingiam o nervo que viaja pelo braço e causam dores excruciantes.
Se você ficasse assim por algum período de tempo, os músculos ao redor da cavidade torácica começariam a ficar paralisados. Você seria capaz de inspirar, mas você não poderia expirar. A morte numa cruz teria sido uma simples questão de sufocamento - exceto que os romanos não queriam tornar isso fácil. Eles pegavam os joelhos de uma pessoa e os dobravam um pouco e pregavam os pés para a cruz. Então um homem ficaria ali em agonia absoluta até que a dor em seu peito estivesse prestes a explodir - e então ele se erguia em seus pés pregados para respirar. Quando a dor em seus pés se tornasse insuportável, ele se deixaria cair novamente - até que a dor em seus pulmões se tornasse insuportável. Foi um evento incrivelmente tortuoso. Eventualmente, os soldados iriam quebrar as pernas do criminoso para apressar a morte por sufocamento.
No caso de Jesus, eles não tiveram que quebrar as pernas, porque ele já havia morrido. Mas apenas para ter certeza, eles enfiaram uma lança em seu lado. Água e sangue saíram da cavidade torácica, o que, dizem os médicos, só acontece se o coração rasga. Você pode chamá-lo como quiser, mas Jesus morreu de um coração partido.
Por que Jesus teve que morrer? Porque só Ele podia pagar por nossos pecados. Nós merecíamos punição, mas Jesus pagou a penalidade.
A ressurreição
Depois que Jesus morreu, eles tomaram seu corpo e colocaram-no no túmulo, e uma pedra de moinho gigante foi colocada na frente da caverna. Os líderes religiosos - preocupados com o fato de que o corpo de Jesus poderia ser roubado - pediram que os guardas romanos fossem postados na frente do túmulo. Eles não queriam que ele saísse! Mas é claro, ele fez.
Você conhece a história. Mas é importante lembrar que a Páscoa não é algum memorial de um bom mestre religioso que viveu há 2.000 anos. É uma celebração do fato de que ele está vivo hoje. Eu sou prova viva - e assim são os bilhões de cristãos que vão comemorar a Páscoa neste fim de semana.
"Ao ser ressuscitado dentre os mortos, ele foi provado ser o poderoso Filho de Deus, com a santa natureza do próprio Deus" (Romanos 1: 4).
A Páscoa é a Boa Nova sobre o Filho de Deus, Jesus Cristo nosso Senhor, que veio como um bebê humano, nascido na linha da família real do Rei Davi. Quatro registros históricos dizem que ele se mostrou a 500 pessoas em um encontro. Você pode imaginar testemunhar sua morte e depois vê-lo andando em volta de Jerusalém três dias depois? Que coisa incrível! Quando Jesus estava pendurado na cruz, os céticos e os críticos zombavam dele e, na verdade, diziam: Se você é o Filho de Deus, por que não sai dessa cruz? Por que você não desce e mostra que você é realmente Deus? Jesus tinha algo mais espetacular planejado. Ele disse essencialmente, vou deixar você me enterrar por três dias, então eu vou voltar à vida para provar que eu sou o que sou.
O que isso significa para nós hoje? Em um sentido, Jesus Cristo ainda está em julgamento. Ele está sendo julgado no coração e na mente de cada pessoa que ainda não o reconheceu como o Filho de Deus, o Salvador do mundo.

Qual é o seu veredito? Você percebe que  Páscoa realmente resume-se a apenas duas questões. 
1-Jesus é quem ele diz que é? Ele é Deus? Ou ele é um lunático ou um mentiroso? 
2- Se ele é quem ele diz que é, quando você vai começar a seguir o que ele disse para fazer com sua vida?
(Rick Warren)

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS:

Gostou? Compartilhe com seus amigos. E para receber as atualizações do Blog, com textos como esse, cadastre gratuitamente agora seu Email. Sempre que novos textos forem publicados você receberá em seu Email um aviso. Muito obrigado pelo apoio.

Delivered by FeedBurner

---------------------------------------------------------------------------------------------

terça-feira, 11 de abril de 2017

Sírios têm um novo apelido para Trump.


Os sírios têm um novo apelido para o presidente Donald Trump após o seu ataque punitivo contra o regime de Assad.
Pessoas em todo o mundo árabe estão se referindo a Trump como "Abu Ivanka al-Amriki", ou "Pai de Ivanka, o americano", nas mídias sociais,  relata The Telegraph . O apelido é um termo de admiração e respeito pelo presidente, após sua ação decisiva em resposta às armas químicas que autoridades dos EUA acreditam  que o presidente Bashar al-Assad ordenou .
"Um sírio disse que o novo nome de guerra para o presidente Trump no terreno no norte da Síria é Abu Ivanka al-Amriki", disse um correspondente internacional da CNN.
Os sírios dos EUA também elogiaram Trump pelo ataque punitivo, expressando alívio de que os EUA finalmente agiram contra Assad, que brutalmente matou civis há anos tentando suprimir o levante contra ele. 
Muitos expressaram frustração sobre a política do ex-presidente Barack Obama de evitar a ação direta contra o regime, apesar das repetidas palavras de compaixão e declarações de condenação pelas ações brutais de Assad.

“Quando vi o presidente Trump e os Estados Unidos a tomar medidas pela primeira vez após seis anos de pedir ajuda, sentimos feliz e grato,” Kassen Eid, um refugiado sírio que sobreviveu a um ataque 2013 armas químicas  disse à Fox News  após o atque . Ele, como muitos outros refugiados sírios, espera que a mudança de política do Trump acabará por resultar em uma Síria mais segura que lhes permitirá retornar para casa.
Alguns proprietários de restaurantes na Síria foram ainda mais longe e mudaram o nome de sua loja em honra de Trump. 

Um homem sírio que se opõe a Assad disse que vai chamar o nome de seu primeiro filho de Trump.

"Talvez você no Ocidente odeie Trump, mas ele já fez muito mais para nós do que Obama", disse Najim Hassan, um sírio que vive em uma cidade ocupada por rebeldes contra Assad, ao The Telegraph . "Nós o amamos porque ele faz mais do que ele diz, ele é um homem de ação e pelo menos ele nos dá algo para esperar".
The Stream.

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS:

Gostou? Compartilhe com seus amigos. E para receber as atualizações do Blog, com textos como esse, cadastre gratuitamente agora seu Email. Sempre que novos textos forem publicados você receberá em seu Email um aviso. Muito obrigado pelo apoio.

Delivered by FeedBurner

---------------------------------------------------------------------------------------------

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Filme baseado no livro "Em Defesa de Cristo", de Lee strobel, estréia nos EUA.

Cena do Filme

Se você ainda não ouviu falar do livro  The Case for Christ [No Brasil conhecido como Em Defesa de Cristo] conta a história de Lee Strobel, que foi um premiado editor legal no Chicago Tribune nos anos 80. Lee era um ateu declarado, mas um dia sua esposa veio para casa para dizer-lhe que tinha decidido acreditar em Jesus. Esta era uma notícia difícil para ele, e colocou-o em uma jornada para investigar as alegações do cristianismo, a fim de provar que ele é falso, e salvar a sua esposa do que ele considerava uma seita.
Após quase dois anos de reunião com peritos, e analisando as evidências, especialistas e ponderando , Lee concluiu, como ateu, que havia uma avalanche de evidências apontando para a verdade de Jesus Cristo , e Lee escolheu colocar sua fé em Cristo.
Em 1998, ele compartilhou a história de sua jornada no livro Em Defesa de Cristo , que continuou com livros de acompanhamento, para serem lidos por mais de 14 milhões de pessoas em todo o mundo.
O Fim de semana de abertura para um filme é muito importante. Isto é especialmente verdadeiro para filmes baseados na fé.
Lotar os cinemas no fim de semana de abertura fará com que o filme Em Defesa de Cristo seja exibido em mais de 2 mil salas em todo o país no fim de semana da Páscoa, duplicando o impacto inicial e abrindo caminho para o filme impactar milhões de pessoas ao redor do mundo em meses consecutivos.
É minha grande esperança que você veja o filme neste fim de semana, e leve alguns amigos junto com você . Considere a compra de bilhetes de grupo para a sua igreja . E compartilhe sua excitação sobre o filme com todos que você conhece. Vamos nos mobilizar por trás deste filme para ajudá-lo a ter o maior impacto possível.

Aqui estão 4 razões pelas quais você deve ver  Em Defesa de Cristo :


1. A história de Lee é icônica e inesquecível.

Há apenas algumas histórias no mundo cristão que você não pode sair de sua mente. A história de Lee é uma daquelas.
Vários anos atrás, passamos um tempo com Elizabeth Sherrill, que ajudou a escrever  A cruz e o punhal de David Wilkerson, O Refúgio Secreto,de Corrie Ten Boom, O Contrabandista de Deus para o irmão André  e outros. Espanta-me que ela tenha desempenhado um papel tão importante ao contar histórias que viveram na Igreja.
A história de Lee me lembra essas histórias icônicas e inesquecíveis - sua história é uma história de Deus que precisa ser contada a mais pessoas .

2. A história de Lee nos ajuda a ver a lógica por trás de nossa fé.

Muitos de nós não são tão qualificados como Lee para investigar as reivindicações do cristianismo com a mente afiada de um jornalista. Lee foi treinado pelos melhores, e foi um premiado jornalista. Ele tomou essas habilidades de investigação e aplicou-os ao cristianismo de uma maneira que poucos poderiam fazer.
Lee acredita que o cristianismo é uma fé investigável, na maneira como os jornalistas investigam suas histórias e avaliam as evidências.
Começou como um ateu endurecido que pensava que a fé era ridícula e uma muleta para os fracos, e gradualmente percebeu que "seria preciso mais fé para ele manter seu ateísmo do que para colocar sua verdade em Cristo".
O filme dá alguma desta evidência sólida em um formato divertido da história.

3. A história de Lee nos dá uma longa visão do que Deus pode fazer na vida de uma pessoa.

Do cético espiritual, ao crente dedicado, a vida de Lee nos mostra com clareza cristalina que Jesus muda tudo.
Todos sabemos que os cristãos não são perfeitos. Os cristãos estão longe de serem  perfeitos, mas Jesus muda tudo . Jesus muda a trajetória de nossas vidas. 
E com Lee, vemos uma diferença tão dramática que Cristo pode fazer. As pessoas em nossa cultura precisam ver o impacto que Cristo pode fazer na vida de uma pessoa.

4. A história de Lee irá impactar seus amigos.

Não é frequentemente que um filme tão poderoso, bem feito, sólido e cristão aparece em nossos cinemas locais. Precisamos estimar essas oportunidades.
O filme "Em Defesa de Cristo" está sendo lançado nos cinemas por todo o país (EUA) e terá multiplicado milhares de pessoas falando sobre a fé e a realidade de Jesus. Este é um caminho fácil para falar sobre a fé com seus amigos e vizinhos que precisam do Senhor, e eu espero e oro para que você não deixe passar por você.


Matt Brown @evangelistmatt ) é um evangelista, autor de “Awakening” , e fundador da Think Eternity . Ele e sua esposa Michelle estão impactando milhões de pessoas com o evangelho a cada ano on-line e através de eventos ao vivo. Eles também ministram a mais de um milhão de seguidores em mídias sociais diariamente.
                                                                  *****

 Vamos torcer para este filme chegar no Brasil o mais rápido possível.

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS:

Gostou? Compartilhe com seus amigos. E para receber as atualizações do Blog, com textos como esse, cadastre gratuitamente agora seu Email. Sempre que novos textos forem publicados você receberá em seu Email um aviso. Muito obrigado pelo apoio.

Delivered by FeedBurner

---------------------------------------------------------------------------------------------

Lições sobre evangelização da maior paróquia dos Estados Unidos.


Organização e humildade para aprender com outras igrejas estão dando resultado na maior paróquia dos Estados Unidos.

(St. Matthew Catholic Church, em Charlotte, Carolina do Norte/EUA)

 Trinta anos atrás, St. Matthew tinha apenas 237 famílias registradas, mas a igreja refletiu o crescimento explosivo de Charlotte e agora atende a mais de 10.000 famílias registradas. Entretanto, de acordo com um estudo de 2009 do Centro de Pesquisa Aplicada no Apostolado, cada paróquia da  Igreja Católica ,tem na média, nos Estados Unidos  761 famílias registradas.

Isso significa que tudo sobre a administração paroquial em  St. Matthew tem de ser maior do que o habitual. Cerca de 600 a 700 crianças recebem a primeira comunhão juntas em um único fim de semana durante quatro missas. Até 21 ministros extraordinários da Sagrada Comunhão se alinham nas estações numeradas durante a missa (cada um com seu próprio dispensador de desinfetante para as mãos). E mais de 7.000 voluntários ajudam a administrar 103 ministérios ativos.


Ampliação.

Kathy Barlett, o diretor de música, tem estado em St. Matthew desde o início. Recebeu uma carta sobre uma nova paróquia em Charlotte e participou da primeira Missa, que teve lugar em um cinema enquanto procuravam um lar permanente. Os músicos para o serviço foram emprestados de outra paróquia, e St. Matthew continuou pedindo voluntários. Ela sentiu que Deus a cutucava: "Você sabe música, levante a mão".

Ela trabalhou como voluntária de 1986 a 1999 e, em seguida, assumiu um papel em tempo integral de gestão de música e liturgia. Uma constante tem sido as telas; Embora a igreja tenha se mudado para fora do cinema, agora tem grandes telas de cada lado do altar para projetar letras, orações e anúncios durante o serviço. A Sra. Barlett acredita que as telas ajudam os paroquianos a adorar: "[eles] tiraram a cabeça dos livros e levantarem o rosto para o céu para cantar".

As pessoas que a igreja usa para recepcionar, e que a Sra. Barlett recruta e supervisiona ajudam a paróquia a manter estatísticas sobre suas numerosas ovelhas. Nos serviços, eles ficam ao lado das portas com clickers escondidos discretamente nos bolsos, para que eles possam contar o número de pessoas que passam. A contagem de pessoal dá à paróquia uma maneira de manter o controle de fluxos na presença na missa, bem como para avaliar a popularidade de outros eventos. No dia seguinte à minha partida de Charlotte, St. Matthew iniciou um ministério de cura de três dias, liderado por um padre visitante, que estava se repetindo em parte devido ao sucesso do ano passado em atrair pessoas.

Na igreja, há um enorme espaço para alimentos, roupas e outros suprimentos coletados através de vários ministérios de doação da igreja. "Eu não posso acreditar que você tem um armazém aqui embaixo", exclamei na turnê, apenas para ser corrigido com um sorriso por Antoinette Usher, gerente de instalações. "Não, nosso armazém está em um local diferente." Para atender às necessidades desse local, a igreja comprou sua própria empilhadeira. Enquanto outras paróquias são limitadas no que podem armazenar ou projetos que podem assumir, St. Matthew se esforça para uma economia de escala que lhe permite ter algo à mão para cada necessidade, seja física ou espiritual.


St. Matthew  usa seus ministérios e atividades para ajudar os paroquianos a encontrarem uma comunidade menor dentro de uma igreja tão grande. Cada um dos grupos de  St. Matthew  devem atingir três partes: espiritual, social e de serviço. 
 Mark Shuler começou a se sentir em casa em  St. Matthew quando se envolveu com o trabalho do ministério. Ele frequentou a igreja por um longo tempo, "não conseguindo nada", mas uma vez que ele começou a trabalhar ao lado de outros paroquianos, ele me disse: "Esta grande igreja ficou tão pequena!"

Para Brooke Moran, que trabalha com idosos, tudo começa com o ministério de boas-vindas. Ela explica: "As pessoas que vêm ao nosso grupo estão meio perdidas e precisam fazer amizades". Muitos  das pessoas mais antigas que ela conheceu se mudaram para estar mais perto de suas famílias, mas o movimento separou-os de seus amigos e familiares. Quando ela pediu às pessoas que participam do ministério dos STARs (Seniores Aposentados) o que gostariam mais do que qualquer outra coisa, disseram que desejavam que suas famílias assistissem à missa com eles. "Eles se mudaram para cá para suas famílias", diz a Sra. Moran, "mas eles não estão vindo."

O crescimento de  St. Matthew o obriga a pensar em como receber os recém-chegados, mas a Sra. Moran acha que outras paróquias poderiam encontrar esse trabalho dando frutos também. "Eu estive em uma dúzia de paróquias, eu nunca vi um que teve um ministério de boas-vindas."



Modelos para uma mega igreja.

 St. Matthew olhou para fora da tradição católica para descobrir o que vem depois do ministério de acolhimento. De acordo com o Centro de Pesquisa Aplicada no Apostolado (CARA), menos de um quarto de todas as igrejas católicas construídas desde 2001 tem lugares para  1.000 pessoas ou mais, enquanto que  St. Matthew tem espaço para 2.000. Não existem muitas mega igrejas católicas para que eles possam aprender.

É por isso que Michael Burck, que gerencia a formação de fé de adultos, e alguns outros membros da equipe de St. Matthew fizeram uma viagem a Saddleback Church, a mega Igreja evangélica do conhecido pastor Rick Warren com mais de uma dúzia de locais de cultos na Califórnia, para ver quais lições uma paróquia católica poderia tirar de um Igreja que é diferente  em teologia, mas era mais semelhante em tamanho. Burck ficou impressionado com o modo como as igrejas evangélicas ficam vazias durante a semana e se perguntou aonde vão todos os seus membros. Os membros de Saddleback se reúnem no domingo para ler e interpretar as Escrituras, mas durante o resto da semana eles oram juntos nas casas em pequenos grupos.

Esses pequenos grupos tomam os serviços do domingo como um ponto de partida, uma abordagem que Burck vê com uma espécie de inveja santa. "As palestras de domingo estão satisfeitas com os pequenos grupos, mas são de 30 a 50 minutos", explicou. "Nós temos missa". Uma vez que as homilias estão relacionadas com a leitura bíblica da semana e nem sempre podem servir como ponto de partida principal para a discussão, um pequeno grupo em uma igreja católica exige mais planejamento.

[ Recentemente o fundador do Facebook Mark Zuckerberg revelou que sua nova visão para o futuro do Facebook é baseada na criação de uma comunidade semelhante à da Igreja do pastor Rick Warren. Clique aqui para saber mais.]

No programa de  St. Matthew  , os paroquianos se inscrevem para assistir a vídeos que se abrem e fecham com oração e incluem uma palestra e uma história relacionada. O tema deste ano é "O Doutor Está aqui: Caminhos para Curar Mente, Corpo e Espírito". Depois do vídeo, eles usam um guia de discussão para moldar sua conversa. Os pequenos grupos podem ser uma maneira de praticar uma outra virtude que o Sr. Burck viu nas igrejas evangélicas: "os católicos não estão acostumados a se reunir e a falar sobre nossa fé".
Burck espera que  St. Matthew  não seja incomum por muito tempo. Ele espera que outras paróquias enviem pessoal para lá do jeito que ele foi enviado para Saddleback: "Eu acho que esta será a paróquia modelo no futuro; Você não vai ver uma igreja em cada quarteirão ou em cada cidade."

 St. Matthew  começou a fazer igual uma outra ideia das mega-igrejas evangélicas quando, há dois anos, a paróquia abriu uma igreja satélite, que eles chamam de Campus do Sul. A segunda igreja está localizada a 10 quilômetros de distância do complexo principal, e destina-se a servir as famílias que de outra forma poderiam lutar para chegar à igreja de suas casas. "Quem dirigiria 30 ou 45 minutos para a missa com crianças pequenas?", Pergunta Monsenhor McSweeney.

Pergunto por que eles não formaram uma nova paróquia autônoma no Campus Sul. O que levou a diocese e a equipe de São Mateus a expandir esta paróquia pela cidade? Monsenhor McSweeney diz: "Eu acho ridículo estabelecer novas paróquias quando você pode fazê-lo sem duplicar a infra-estrutura, especialmente com a escassez de clero".

 St. Matthew  já realiza várias missas às 10:45 todas as manhãs de domingo no campus principal. Um tem lugar na igreja principal, que acomoda 2.000, enquanto o segundo ocorre no ginásio da escola. O campus do sul permite que os paroquianos participem em mais duas missas.
O campus do Sul oferece apenas missa e catequese. Para qualquer coisa além da preparação sacramental e os próprios sacramentos, os paroquianos precisam dirigir até o campus principal. Ao oferecer apenas os itens essenciais no Campus do Sul, o pessoal da paróquia espera manter os frequentadores de missões no campus satélite ligados ao resto da comunidade.

Além da própria igreja, o extenso campus de  St. Matthew  parece com qualquer escola ou prédio de escritórios. Portas planas abertas para salas com luzes fluorescentes. Mas nos corredores de outro modo anódino são enormes cartazes de ilustrações do catecismo de Baltimore. Eles foram tirados de um caderno catequético doado e reaproveitados para dar vida aos corredores.
Há também um crucifixo em cada quarto - ou em quase todos os quartos. Antoinette Usher, gerente de instalações, explica que eles sempre têm que visitar as salas de reunião para os serviços Veneration of the Cross na Sexta-Feira Santa. "Nós não poderíamos fazê-lo com apenas uma cruz, que levaria uma eternidade", ela me diz. Então os sacerdotes pegam cruzes extras e se posicionam em torno da igreja. Demora um pouco para que todos os crucifixos emprestados sejam devolvidos de volta depois do serviço.

Ouvir um grande rebanho.

Manter o controle dos paroquianos é ainda mais difícil do que acompanhar os crucifixos, de modo que a paróquia voltou-se para pesquisas e estatísticas para novas maneiras de medir sua saúde espiritual. St. Matthew  faz parceria com o instituto de pesquisas Gallup para conduzir duas pesquisas diferentes.  A pesquisa permite que eles obtenham dados mais detalhados e se concentrem em questões especificamente católicas (por exemplo, a compreensão dos paroquianos sobre o que é a Eucaristia).

A pesquisa do acoplamento do membro de Gallup é realizado em várias igrejas de denominações diferentes através do país. A pesquisa de 25 perguntas inclui perguntas sobre engajamento, vida espiritual e resultados gerais de vida e satisfação. Quando os números voltam, os resultados são compartilhados ao lado do plano pastoral com os líderes do ministério, seguidos por sessões separadas para pensar sobre o que a igreja poderia ou deveria fazer de maneira diferente.
Brooke Moran acha que as pesquisas permitem que a paróquia tenha uma compreensão mais matizada da saúde espiritual dos paroquianos. "Algumas paróquias dão um estado da igreja por quantos que tomam comunhão. Estou ansioso para os números de engajamento ", diz ela.

Peço a Don Garbison, que gerencia o programa de pequenos grupos, que me diga cinco perguntas que fizeram que os ajudaram a melhor compreender os anseios da paróquia. Ele escolhe perguntas que mostram se os paroquianos  sentem que têm a oportunidade de fazer o que melhor sabem, se suas necessidades espirituais estão sendo atendidas, se sabem o que sua paróquia espera delas, e se alguém na paróquia tem falado com eles sobre sua prática espiritual.

A partir das respostas à pesquisa, a equipe da paróquia tem uma ideia melhor de se um determinado programa está funcionando. Os membros de pequenos grupos em St. Matthew  são muito mais propensos a indicar que se sentem engajados do que aqueles que estão em grupos maiores ou que não participam em grupos.

Jovens adultos estão exageradamente representados entre os menos engajados, de modo que St. Matthew  tem feito chegar a eles uma prioridade. Francis Ahn tinha trabalhado com o ministério de jovens adultos como um voluntário, mas a paróquia criou uma posição de coordenador pago para ele quando eles notaram que os jovens adultos pontuaram mais baixo em medidas de engajamento nas pesquisas de St. Matthew . O Sr. Ahn está usando sua nova posição para fazer mais por paroquianos de 20 anos, que estão particularmente em risco de isolamento e alienação. "Quando eles aparecem", diz ele, "eles costumam dizer:" Estou longe da minha família pela primeira vez, estou sozinho ".


Um dos novos projetos do Sr. Ahn para ajudar jovens adultos a encontrar uma casa em St. Matthew  é um ministério para novas famílias. Participei da segunda reunião deste ministério em janeiro após a missa. Os participantes incluem paroquianos de longa data como Patrick, que pertenceu a St. Matthew  há 10 anos e conheceu sua esposa através da equipe de softball da igreja, e David, que se mudou para aqui apenas dois anos atrás.

Mas o ministério que parece se beneficiar mais do tamanho de St. Matthew é o ministério do luto. Em uma comunidade tão grande, há sempre uma família tocada pela perda. Em uma semana normal, há um ou dois funerais. 
Assim, uma ou duas vezes por semana, o ministério do luto entra. O ministério agrupa as famílias com voluntários, que ajudam a família a fazer todas as escolhas litúrgicas necessárias para a missa fúnebre. Se a família está recebendo funeral na igreja, o ministério do luto Irá configurar mesas, fazer todos os alimentos necessários e limpar depois, tudo de graça. Em seguida, um voluntário se estende pelo menos uma vez por mês durante um ano após a morte.

É o ministério do luto que fica comigo depois que saí de St. Matthew. Ainda é difícil para eu imaginar me juntar a uma igreja grande, uma igreja espalhada por dois campi, mas a graça singular de um mega igreja é uma que eu não esperava: Há muitas pessoas para que alguém possa carregar uma cruz sozinho.

Assista ao vídeo que mostra um pouco da paróquia. Está em inglês, mas você pode ativar a legenda e tradução nas configurações do vídeo:



AmericaMagazine.

*******

VOCÊ CONHECE A HISTÓRIA DO "MILAGRE DAS ROSAS" QUE ESTÁ EMOCIONANDO MILHARES DE CATÓLICOS? 

LEIA E CONHEÇA:  O MILAGRE DAS ROSAS

.

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS:

Gostou? Compartilhe com seus amigos. E para receber as atualizações do Blog, com textos como esse, cadastre gratuitamente agora seu Email. Sempre que novos textos forem publicados você receberá em seu Email um aviso. Muito obrigado pelo apoio.

Delivered by FeedBurner

---------------------------------------------------------------------------------------------

quinta-feira, 6 de abril de 2017

Jornalistas não gostam que bombeiros usem o helicóptero para resgate de animais.

A Rede Globo resolveu criar uma "polêmica" sobre o uso de um helicóptero para o resgate de um cachorro que ficou preso em uma mata fechada. Os "jornalistas" questionaram o uso da aeronave, querendo dizer que não seria preciso o uso de um helicóptero para o resgate de um cachorro. E fizeram até uma enquete pra saber a opinião dos telespectadores, como se tivesse algo errado com isso.
Caros repórteres do programa, eu não vejo nenhum erro em uso de helicóptero , barco, navio, avião, espaçonave, o que for preciso pra salvar um animal. Eu só acho errado gastar dinheiro dos contribuintes para resgatar bandidos feridos, ou seja enquanto um bandido está sendo resgatado, ou transportado em uma ambulância, uma pessoa inocente não poderá contar com essa ambulância se precisar. Ou o uso de helicóptero do governo pra buscar filho em festa. Isso sim eu não concordo.

 Clique aqui para ver a reportagem.

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS:

Gostou? Compartilhe com seus amigos. E para receber as atualizações do Blog, com textos como esse, cadastre gratuitamente agora seu Email. Sempre que novos textos forem publicados você receberá em seu Email um aviso. Muito obrigado pelo apoio.

Delivered by FeedBurner

---------------------------------------------------------------------------------------------

Um motorista digitando ao celular matou 13 idosos cristãos?


A notícia do acidente foi horrível o suficiente. Treze idosos cristãos , a maioria tinha  80 anos, estavam voltando de um retiro de três dias quando o ônibus da igreja bateu em uma camionete. O motorista do ônibus, juntamente com 12 dos passageiros, morreu. O motorista da camionete sobreviveu.
Todas as 13 vítimas eram membros da mesma igreja Batista. Alguns deles cantavam no coro. Eram pais, avós e bisavós, com profundas raízes na comunidade. Agora, em um momento do tempo, eles tinham ido embora. Você pode imaginar o trauma que esta comunidade está experimentando?
Mas há mais na história que acrescenta ao horror.

O Motorista da caminhonete estava digitando no celular.

De acordo com relatórios confiáveis, a camionete se desviou para o tráfego próximo, então o acidente foi inteiramente culpa dele. E uma testemunha ocular que falou com o motorista afirma que a razão que ele desviou foi porque ele estava “texting”,  mandando mensagens no celular.

"Me desculpe, me desculpe. Eu estava digitando no celular."

A testemunha, Jody Kuchler, disse que estava dirigindo de volta para sua casa com sua namorada "quando ele encontrou um caminhão que estava dirigindo erraticamente através da estrada."
Kuchler declarou: "Ele continuou saindo da estrada e entrando no trânsito e ele continuou fazendo isso".
Ao seguir o caminhão para "pelo menos 15 minutos", Kuchler chamou a polícia "e disse-lhes que" eles precisavam tirá-lo da estrada antes que ele batesse em alguém ".
Kuchler então testemunhou o acidente, então foi verificar em ambos os veículos, encontrando o motorista da camionete vivo: Ele Disse, 'eu sinto muito, Eu estava enviando mensagens no celular. Eu disse: 'Filho, você sabe o que você fez?' Ele disse: "Desculpe. Eu sinto Muito.'

Uma campanha: Não mais use o celular enquanto estiver dirigindo.

Até agora, a polícia não confirmou este relatório, apenas dizendo que eles estão considerando condução "distraída" como uma causa potencial do acidente. Mas, se de fato o relato de Kuchler está correto, toda a história é ainda mais trágica e chocante.
Quantas vezes você e eu fomos distraídos enquanto dirigimos por causa de textos e e-mails? 
Quantas vezes colocamos em perigo as vidas dos outros, juntamente com os nossos?
Confesso que fui culpado. Tenho enviado mensagens de texto e emails muitas vezes, sabendo que eu não deveria estar fazendo isso, plenamente consciente de que, não importa quão cuidadoso eu tentei ser, o que eu estava fazendo era imprudente.
Mas estou determinado a não fazê-lo mais, e estou escrevendo este artigo para ajudar a reforçar essa determinação, juntamente com a advertência de outros. (Esperei alguns dias para escrever isso para permitir que as coisas se aprofundem mais e para mudar meus hábitos.)
Celular e condução não é apenas perigoso. Pode ser mortal e desfigurante.

Liz Marks: Ouça sua história.

Em 2 de novembro de 2014, o Daily Mail publicou esta manchete : "adolescente popular desfigurada por acidente depois de enviar mensagens de texto ao volante adverte outros jovens motoristas como a distração destruiu sua vida e como seus chamados amigos a abandonaram porque ela estava desfigurada".
Liz Marks, agora com 20 anos de idade, "foi deixada cega em um olho e severamente incapacitada depois de bater seu carro enquanto enviava mensagens com o celular ao volante" com a idade de 17.

Estamos quase programados para responder às mensagens em nossos telefones.

Ela estava "dirigindo seu Mazda 3 ao longo de uma estrada em St Michaels, Maryland, quando ela recebeu um texto de sua mãe, Betty. Sem pensar, ela olhou para o telefone para ler a mensagem.
Novamente, eu me pergunto: quantas vezes você e eu fizemos exatamente a mesma coisa? Estamos quase programados para responder às mensagens em nossos telefones.
"Segundos depois, ela bateu em um caminhão de reboque conduzido por, Roy Dixon, que estava parado na St Michaels Road esperando para virar à esquerda para Wales Lane. O caminhão tinha o sinal esquerdo ligado.
Ela "foi transportada para o Centro de Trauma de Choque da Universidade de Baltimore com graves lesões cerebrais e faciais, onde permaneceu em terapia intensiva por quase um mês".

Nas semanas subsequentes, ela foi forçada a se submeter a uma série de cirurgias, incluindo um procedimento de 11 horas em seu cérebro, de acordo com a estrela Democrata em Maryland.
Dois anos e meio depois, ela permanece cega em um olho, perdeu seu senso de olfato, não consegue ouvir corretamente, não consegue criar lágrimas devido a glândulas lacrimais danificadas e não consegue adormecer naturalmente.

Sua vida vale a pena.

Suas fotos de antes e depois são chocantes, dando um pequeno vislumbre de seus sofrimentos. Acrescentando-lhe a dor, a maioria de seus amigos a abandonaram, seguindo em frente com suas vidas enquanto ela ficava para trás.
Tudo isso por um momentâneo, inocente olhar para seu telefone.
E agora, 13 vidas de idosos foram apagadas, aparentemente porque um motorista estava preocupado em responder as mensagens de texto.
Que possamos levar tudo isso a sério, não apenas para nós mesmos, mas para os outros. Não vale a pena perder uma vida - ou mutilar ou destruir – por causa de  uma mensagem de texto.

Faça parte dessa campanha. 
Compartilhe com seus amigos .

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS:

Gostou? Compartilhe com seus amigos. E para receber as atualizações do Blog, com textos como esse, cadastre gratuitamente agora seu Email. Sempre que novos textos forem publicados você receberá em seu Email um aviso. Muito obrigado pelo apoio.

Delivered by FeedBurner

---------------------------------------------------------------------------------------------

Saiba como esclarecer sua visão do mundo.


“Portanto, todo aquele que me confessar diante dos homens, também eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus; mas aquele que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante de meu Pai, que está nos céus“(Mateus 10: 32-33).

Para viver com uma  coragem incomum e levantar-se para Cristo, você tem que aprender a esclarecer sua visão de mundo - a fundação em que está a base de suas crenças. 
Você também tem que entender as cosmovisões não cristãs que competem por sua devoção a cada dia.  Aqui estão quatro visões populares do mundo:

Materialismo: O que mais importa é o dinheiro. Materialistas medem o seu sucesso, riqueza, mas você não trouxe nada ao mundo, e você não vai levar nada dele. Você foi feito mais do que coisas. Lucas 12: 15b diz: “A vida não consiste na abundância de bens” (NVI). As melhores coisas na vida não são coisas.

Hedonismo: O que te faz se sentir bem é bom. Para hedonistas, o prazer é o seu deus. Seu objetivo na vida é para ser confortável e se divertir. Mas a felicidade não é o objetivo na vida; a felicidade é um subproduto de viver a sua finalidade. Santidade cria felicidade. Se ele plantar a fim de agradar aos seus próprios desejos maus, estará plantando as sementes do mal e logicamente fará uma colheita de ruína espiritual e morte; mas se plantar as coisas boas do Espírito, ele colherá a vida eterna que o Espírito Santo lhe dá”(Gálatas 6: 8).

Individualismo: O que eu quero vem em primeiro lugar. América foi construída no individualismo, e hoje  evoluiu para uma cultura do narcisismo. Mas Deus não criou você para viver para você. Se você quer seguir Jesus, você tem que deixar de lado sua ambição egoísta. Romanos 2: 8 diz: “Para aqueles que são egoístas e que rejeitam a verdade e seguem o mal, haverá ira e raiva” (NVI). Deus se opõe egocentrismo porque Deus é amor, e o amor nunca é egoísta.

A política como uma religião: Eu tenho falado em muitas das principais conferências seculares, e eu descobri isso: a política é a religião de pessoas que não conhecem a Deus. Não há nada errado com a política, mas não deve ser o seu salvador. “A nossa pátria está nos céus. E esperamos ansiosamente o Salvador, o Senhor Jesus Cristo”(Filipenses 3:20 NVI). Devo ser um cidadão responsável, mas a minha maior lealdade é para com Deus e não ao governo.

Qual é o resultado dessas visões de mundo? O desmoronamento da nossa cultura, a crise nas nossas escolas, a corrupção em nossos negócios, o caos em nosso governo, carnalidade em nossas igrejas, a confusão em nossas famílias, e conflitos em nossas vidas pessoais. A qualquer momento que nós não usamos o manual do proprietário, nós somos os únicos que vamos nos machucar. Nós realmente não quebramos as leis de Deus – elas que nos quebram.

Para contrariar estas visões de mundo predominantes, Deus está chamando os cristãos para defender a sua verdade “contra a opinião mundial.” Você só pode fazer isso quando você tem uma base sólida na Palavra de Deus e a coragem incomum que vem de um relacionamento com ele.

(Rick Warren)

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS:

Gostou? Compartilhe com seus amigos. E para receber as atualizações do Blog, com textos como esse, cadastre gratuitamente agora seu Email. Sempre que novos textos forem publicados você receberá em seu Email um aviso. Muito obrigado pelo apoio.

Delivered by FeedBurner

---------------------------------------------------------------------------------------------
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...